Cidadania Italiana. Quem tem direito?

27.11.2017

 

 

 

Essa é a primeira pergunta que um descendente de italianos faz para saber se pode conseguir a cidadania italiana.

 

A resposta é que a Itália é um dos poucos países em que não impõe limite de gerações. Desse modo se você tem um bisavô ou mesmo um trisavô italiano você terá direito ao reconhecimento da cidadania italiana, pois ela é transmitida pelo direito de sangue ("jus sanguinis").

 

Nesse post tem um "checklist" de como obter a cidadania fazendo o levantamento dos documentos da sua família a partir das certidões de nascimento, casamento e óbito. Em resumo o ideal é você buscar primeiro a certidão de nascimento dos seus pais, pois nela terão as informações sobre o nascimento dos seus avós, depois a certidão de nascimento dos seus avós, onde constará as informações dos seus bisavôs e assim por diante.

 

Caso algum dos seus familiares não tenham certidão de nascimento ou casamento (o que é muito comum pois antigamente as pessoas não tinha acesso a informação como acontece hoje), é possível reconstruir o registro, como já expliquei nesse post aqui.

 

Além disso, pela regra italiana, se você for descendente de uma linhagem masculina (por exemplo, trisavô, avô, pai e você, o seu reconhecimento poderá ser feito administrativamente por meio de solicitação do processo no Consulado Italiano que atenda a sua residência, ou ainda diretamente na Itália, como já expliquei nesse post, explicando o passo a passo de como funciona o processo diretamente na Itália.

 

Vale dizer que, ao contrário do que dizem alguns sites e notícias divulgadas, é plenamente possível o descendente que tenha uma mulher na linha de transmissão obter a cidadania italiana. O que ocorre é que se o filho ou filha da mulher tiver nascido antes de 1948, o pedido da cidadania será judicial, como já expliquei nesse post. No entanto, se o filho ou filha da mulher tiver nascido depois de 1948, o reconhecimento poderá ser administrativo.

 

Após o levantamento de todos os documentos (certidões de nascimento, casamento, e alguns casos, certidões de óbito, da linhagem italiana – vale dizer que as certidões de nascimento e casamento das esposas ou maridos dos descendentes não é necessário), é muito importante verificar se há erros ou incongruências neles e em caso positivo, corrigi-los.

 

Também é importante dizer que não é necessário ter o sobrenome italiano para ter direito a cidadania, pois como explicamos acima, ela está vinculada ao sangue, ou a descendência e não sobrenome. Se, no entanto, você fizer questão de incluir o seu sobrenome italiano, saiba que isso é possível, como já falamos aqui.

 

Se você ainda está em dúvida se vale a pena correr atrás da sua cidadania italiana, saiba que existem inúmeras vantagens em ser cidadão italiano, pois poderá por exemplo, estudar de graça na Itália, ter visto de trabalho na Austrália, ou mesmo conseguir um visto e morar por prazo indeterminado nos Estados Unidos, como já foi explicado aqui.

 

Esperamos ter esclarecido os pontos principais e esperamos que você tenha êxito em obter a sua cidadania italiana.

 

Até o próximo post!

Please reload

Posts Destacados

Cidadanias Canceladas - Entenda o motivo

19.08.2019

1/10
Please reload

Instagram
Posts Recentes

05.12.2018

Please reload

Please reload

Siga
  • Facebook Long Shadow