Comida Brasileira na Itália

30.10.2017

 

 

Que a comida italiana é uma delícia, não há o que se discutir. Um dos maiores prazeres que existe é ir a um restaurante na Itália e comer um delicioso prato de macarrão “ao dente” com um molho feito na hora.

 

Mas quando você vive na Itália, naturalmente você também vai comer em casa. Não é nada barato comer fora o tempo todo. Além disso, faz falta comer nossa própria comida, com nosso tempero. Eu adoro cozinhar! Abrir um vinho, colocar uma música, conversar com a família durante o processo pode ser tão gostoso quanto sentar num restaurante e comer com todos reunidos.

 

E a verdade é uma só: comida italiana é boa, mas comida brasileira também é! O prato mais famoso do Brasil (arroz e feijão) começa a fazer falta na Itália depois de um tempo e nada nos remete mais a nossa casa do que o cheiro gostoso de um feijão cozinhando. É fechar os olhos e nos sentirmos no Brasil.

 

E dá para fazer arroz e feijão na Itália? Claro que sim! Você consegue comprar panela de pressão aqui. Em grandes redes de supermercado (nesses que além oferecerem comida, também vendem utilidades domésticas e eletrodomésticos), você provavelmente encontrará a venda panela de pressão. Aqui é chamada de “pentole di pressione” e pode ser comprada, inclusive, pela internet.

 

O arroz (ou riso) também é bem popular na Itália, afinal, fazem muito risoto por aqui, mas para se comer um arroz soltinho, como estamos acostumados no Brasil, recomendo que compre o “riso non scuoce”. Ele é diferente do arroz arbóreo, próprio para se fazer risoto e bem parecido com o arroz que comemos no Brasil.

 

Já o feijão, ele pode ser um pouco mais difícil de encontrar. O feijão italiano é geralmente utilizado com massa (o famoso “pasta e fagioli”). Desse modo, não há uma oferta tão grande nos mercados italianos, mas procurando bem é sim possível encontrar.

 

Geralmente o grão é um pouco maior do que o nosso feijão carioquinha, mas o sabor é praticamente o mesmo depois de pronto. Também tem o nosso feijão preto que é até mais barato. Mas não pense que ele fica num lugar óbvio (para gente), no mercado, que seria ao lado do arroz. Ele pode ficar, por exemplo, perto dos legumes ou mesmo na parte de artigos para sopas. Se você não encontrar o feijão em mercados tradicionais, pode procurar nos mercadinhos asiáticos e africanos (aqui conhecidos como “Alimentare”). Nesses mercadinhos é possível encontrar vários produtos brasileiros como farofa, polvilho (para fazer pão de queijo), mandioca, dentre outros.

 

Aqui na Itália também é possível utilizar temperos frescos como a salsinha (“prezzemolo”) e cebolinha (“erba cipollina”). Além disso, a nossa velha (e boa) combinação de alho e cebola é facilmente encontrada por aqui.

 

Desse modo, você consegue temperar sua comida da mesma forma como fazia no Brasil e matar a saudade da comida típica brasileira.

 

Até o próximo post!

 

 

 

 

Please reload

Posts Destacados

Cidadanias Canceladas - Entenda o motivo

19.08.2019

1/10
Please reload

Instagram
Posts Recentes

05.12.2018

Please reload

Please reload

Siga
  • Facebook Long Shadow